01. Relatórios

Ana Luísa Correia

Untitled-1


Relatório 1

A minha casa estará situada na floresta e lá habitarão duas pessoas que escolheram esse local devido ao seu trabalho. Será uma casa desmontável.

A casa terá dois andares, sendo um deles (o primeiro) retangular e o maior dos dois. Será uma grande divisão aberta para criar a ilusão de mais espaço. Lá estarão a cozinha, sala de estar e estudar e uma casa de banho. As paredes serão desmontáveis e poderão ser dobradas, pois terão dobradiças que as dividirão em três partes, e estarão ligadas entre si com ganchos.

O segundo e mais pequeno andar situa-se em cima do primeiro, ligado também por ganchos. Terá acesso ao primeiro andar pois terá uma espécie de porta de sótão no chão, e o primeiro andar terá outra no teto e estarão as duas localizadas no mesmo sítio para poder ser instalada uma escada. É um andar quadrado e bastante mais pequeno porque vai apenas ter o quarto, que será de ambas as pessoas.

Relatório 2

O projeto do primeiro andar continua igual.

Decidi que o segundo andar poderá ser em forma de pirâmide, embora ainda não tenha a certeza se seguirei em frente com este projeto e não com o inicial em forma de cubo. Ainda será em madeira mas com grandes janelas que ocuparão maior parte das paredes, pois como será um andar de pequena dimensão terá mais luz e dará a ilusão de mais espaço. As janelas poderão ser abertas e fechadas.

Relatório 3

Não fiz muitas mudanças esta semana. Decidi optar pelo meu primeiro projeto em vez do mais recente, onde o segundo andar seria uma pirâmide quadrangular, visto que penso que seria mais difícil desmontar e montar uma pirâmide face a um cubo, portanto o primeiro projeto mantem-se e foi com ele que fiz o desenho a lápis de cor.

Relatório 4

Esta semana não fiz grandes alterações ao meu projeto visto que trabalhei nas representações da casa, embora já tenha pensado em medidas: 3 metros de altura e 12 de comprimento (36 metros quadrados) para o primeiro andar e 2,5 metros de altura e de comprimento (5 metros quadrados). Estas medidas ainda não são permanentes. Os materiais para a construção da casa continuam a ser a madeira e o vidro acrílico, embora ainda tenha que pensar de que maneira irei ligar todas as paredes e construir a casa, pois essa parte do projeto ainda não está bem definida.

Relatório 5

Esta semana terminei as 3 vistas da minha casa e também comecei a ter uma ideia de como esta vai ser por dentro e fiz alguns esboços da planta da casa, embora sejam apenas para ver como irei dispor divisões, móveis, etc.

Penso que as medidas da casa serão as que constatei no relatório anterior, embora ainda não tenha toda a certeza.

Também já comecei a pensar num sistema de montagem das paredes da casa, com chapas de ferro dobradas ao meio que podem ser aparafusadas e desaparafusadas e que serão postas no teto e chão, que serão ligadas às paredes dos lados da casa. Acho que esta ideia pode resultar, mas quero fazer mais pesquisa e pensar em mais opções para conseguir chegar a uma ideia final. 

Os materiais continuam a ser a madeira e o vidro acrílico, e as paredes dos lados da casa continuam a ter as dobradiças faladas no primeiro relatório, que facilitarão o transporte e a arrumação destas.


Trabalho crítico — número 2 - Bernardo Esteves

Acho que a ideia de apoiar a estrutura da casa numa moldura de aço inoxidável é boa, visto que lhe dá mais apoio e estabilidade. Também acho que o facto de o bernardo ter escolhido velcro para ligar as paredes é uma muito boa ideia, embora tenha dúvidas se seja realizável ou não. Os painéis fotovoltaicos também são uma boa ideia para poupar energia e eletricidade e o facto de se poder mudar a sua inclinação também, mas condicionam a localização da estrutura a um lugar com sol, e na minha opinião são maiores do que era necessário, por isso a sua montagem vai ser muito mais trabalhosa. Nem os materiais nem as medidas totais das paredes estão explícitas nos relatórios, apenas que estas serão constituídas por secções de 1 metro de largura e 3 metros de comprimento, e que serão encaixáveis. Penso que colocar as paredes por secções é algo que irá demorar muito a montar e a desmontar por isso não acho que seja uma boa ideia, mas será de mais fácil arrumação. Também não é explícito o material das portas e janelas, nem do teto e chão.

Acho que o Bernardo se concentrou demasiado nos painéis fotovoltaicos da casa em vez das medidas e materiais das paredes, portas, janelas, etc. A primeira coisa a tratar deveria ser o que a constitui, e depois discutir os painéis, um aspeto secundário na idealização da casa.

A planta da casa parece-me apropriada, visto que há espaço suficiente para as áreas de cozinha, sala de estudo, quarto… Há também uma área para arrumação e uma área fechada destinada à casa de banho. A área de arrumação fechada é uma ideia boa já que a casa vai ser utilizada por alguns meses e parece-me bem ter uma área para guardar diversas coisas sejam essas: mantimentos, roupas ou outros objetos necessários.

Em relação à realização dos relatórios e à frequência com que foram entregues, acho que o Bernardo se desleixou. Apenas 2 de 6 relatórios foram entregues e estavam muito pouco explícitos em relação a maior parte dos aspetos do projeto. Penso que o Bernardo podia ter trabalho muito mais no que toca ao conteúdo dos relatórios, foi difícil perceber a montagem da casa e a sua constituição e não havia quase nenhuma informação com que trabalhar à exceção da relativa aos painéis fotovoltaicos. Quase não falou das medidas das paredes, teto, ou chão, por isso é muito difícil ter uma ideia da dimensão que vai ter a casa, e também não falou dos seus materiais, outro fator importante, pois é impossível saber se estes são muito pesados, se resistem a chuva, neve, etc. Ou se protegem os moradores do calor excessivo, já que a primeira localização de que o Bernardo fala para a sua casa é o deserto.

Em resumo, pelo que deduzi pelos relatórios e da imagem mostrada, penso que o projeto do Bernardo é realizável, mas acho que iria haver problemas na sua montagem e desmontagem pois iria demorar muito tempo, devido aos painéis e às paredes que serão divididas por secções, mas penso que o seu transporte seria fácil.

© José-António Moreira