04. Relatórios

Daniel Kvapp

Untitled-4


Relatório 1

Algumas especificações (relatório) sobre o projeto de uma casa desmontável que se possa transportar, para duas pessoas habitarem durante 6 meses, tendo a capacidade de se adaptar a diversos terrenos, e que os seus moradores possam nela ter a sua higiene, cozinhar, trabalhar, e descansar.

1. A minha casa desmontável vai ser destinada preferencialmente aos ambientes onde a exposição ao sol seja mais moderada, pois a sua fonte de alimentação vai ser a energia solar captada por uma película fotovoltaica, capaz de a transformar em energia elétrica.

Os terrenos (sólidos) em que a casa pode ser instalada são os mais diversos, pois o seu fundo exterior vai ser de um tipo que se adapte ao solo (uma espécie de esponja, mas resistente).

2. A estrutura da casa vai ser constituída por placas encaixáveis (madeira, e uma camada de lã mineral no seu interior), o que vai permitir que a temperatura dentro da casa seja a mais adequada. A parte exterior do teto vai estar coberta pela tal película fotovoltaica, impermeável, ligeiramente mais alta no centro para a eventual água da chuva poder escorrer.

Provavelmente o aspeto desta habitação desmontável vai ser parecido com o de uma casa normal. Embora a planta da casa ainda não esteja bem estruturada, estou a pensar usar uma mobília especial que tem por principal finalidade poupar espaço (se for possível o professor visualizar um vídeo sobre a tal mobília, deixo aqui o link: http://www.youtube.com/watch?v=9nljmEUeLbY ).    

Relatório 2

1.   Como já tinha dito no 1º relatório, vou continuar com o mesmo fundo da casa em um material adaptável ao terreno em que se encontre (esponja resistente, ou algo do género). O telhado vai ser a tal película fotovoltaica, e como este vai ser semelhante a um telhado normal (em forma de pirâmide deitada), e por baixo deste vai haver espaço suficiente para duas pessoas dormirem.

2.   Entretanto, tive a ideia de criar uma estrutura da casa constituída por duas placas, que se interligam por uma espécie de ferros desencaixáveis uns com outros, que quando estão fechados ocupam pouco espaço, mas quando são abertos, conseguem criar uma área relativamente grande (módulos). Depois da estrutura da casa estar aberta, resta apenas colocar outras placas que vão ter um encaixe para se prenderem aos tais ferros, e ficámos já com algo semelhante a uma habitação.

3.   Para construir tudo isto, estou a pensar em utilizar placas de madeira, resistentes à água, que consigam manter uma temperatura agradável dentro da casa (lã mineral por dentro das placas, por exemplo). Vão ter cerca de 2 metros de altura, e 1,5 metros de comprimento. De espessura, vão ter cerca de 4 cm cada placa. A casa vista de cima, vai ser um retângulo, com 3 metros de largura, e 6 metros de comprimento (18 m²).

Relatório 3

1. Esta semana, ou seja, desde o último relatório que fizemos (2º) até este que estou a escrever agora, não fiz muitas alterações ao projecto da minha habitação desmontável. Por isso este relatório não vai ser muito desenvolvido.

Já tenho o aspecto exterior da casa feito, embora acho que o vou mudar pois não me parece muito prático para uma habitação desmontável. O plano interior também já começa a ganhar vida, mas ainda nada em concreto.

Estou agora a tentar resolver outros problemas, como por exemplo o da canalização. No que diz respeito a isso, estou a pensar fazer uma espécie de “furo” para a sanita (algo parecido com as caravanas), só que para os chuveiros ainda não sei bem como hei de fazer.

Relatório 4

Neste relatório, como já disse também no anterior, não vão haver muitas mudanças pois a habitação já se encontra quase definida. 

Vou continuar com o mesmo aspecto exterior da casa, e os materiais para a sua construção também vão ser os mesmos. Penso não ter especificado no relatório anterior, mas estou a pensar em que o local de descanso das pessoas que habitarem esta casa vai ser no telhado da casa, que vai ter uma escada de cada lado da habitação, o que vai dar acesso lá acima. O telhado vai ter um fecho que quando aberto possibilitará a passagem das pessoas. O material que constitui o próprio telhado em si vai ser uma lona grossa, na qual vai estar implantada a película fotovoltaica. 

O aspecto exterior da casa já vai ser definido agora com as vistas da casa (trabalho que estamos a fazer nas aulas de e.v). Para o próximo relatório penso também já ter o projecto para a planta da casa e a organização das divisões.

Relatório 5

Nos relatórios anteriores esqueci-me de fazer algumas especificações, tais como: o posicionamento da janelas, que ficam duas em ambas as partes frontais da casa (as partes com maior área), cada janela de forma quadrada de 1 m de lado. Num dos lados frontais da casa também vai haver uma porta a meio da parede, com 2,5 m de altura e 1 m de largura.

Nas partes laterais, vão existir três janelas também com forma quadrada, estas com 25 cm de lado, e dispostas verticalmente ao lado da escada que possibilita a passagem para o telhado.

O telhado também é outra coisa de que eu me esqueci de falar. Vai ser (des)montável, constituído por duas estruturas rectangulares articuladas com uma espécie de dobradiças. Inicialmente vai estar plano, e depois levanta-se uma parte do telhado, depois a outra e por fim encaixam-se em cima, formando telhado. A seguir é só colocar a lona por cima da tal estrutura na qual já vai estar integrada a película fotovoltaica.

Relatório 6

Antes de começar a escrever este relatório, fui observar os que já tinha escrito anteriormente, e notei que havia algumas discrepâncias. No 2º relatório, escrevi que as placas de madeira vão ter 2 metros de altura, mas no 5º relatório, disse que iam ter 2,5 metros, e a altura final vai ser mesmo essa (2,5 metros).

Outro detalhe importante é também a largura das tais placas (que se vão encaixar na frontal da casa - do lado da porta). No 2º relatório tinha dito que iam ter 1,5 metros de largura, mas isso era sem a porta, pois de um dos lados da casa vai haver uma com 2,5 metros de altura e 1,5 metros de largura. Portanto vão ter de haver duas desta placas com 0,5 metros de largura a menos de cada lado (0,5+0,5= 1 metro - largura da porta), e os respetivos encaixes para a porta.

Também fiz outra alteração, esta já mais linear, que foi mudar um pouco a cor da minha habitação, pois percebi que não eram as mais adequadas. A porta passou de amarelo a um castanho mais claro, e as "paredes" frontais e laterais da casa, passaram de um tom encarnado, a um castanho mais escuro.

O interior da casa vai estar dividido com outras com uma espécie de panos, originando-se assim as divisões interiores.

Agora, como nos foi proposto fazer, estou a pensar nos materiais para fazer a maquete da casa. Tenho em mente usar para a maioria do projeto cartão, mas pode ser que surjam outras ideias. 


Trabalho crítico — número 22 - Oleksandr Bilopolskyy

Na aula de e.v foi nos proposto (a nós, os alunos) pelo professor, depois de já termos concluído o nosso projecto sobre a habitação desmontável – o aspeto, as vista, etc (faltando apenas concluir a maquete da casa) – escolher um trabalho de entre todos os trabalhos realizados pelos alunos do 9ºA, e apresentar uma análise/crítica ao projecto escolhido. 

Decidi escolher o projecto do nº22, e é desse que vou falar a seguir.

A razão pela qual o escolhi foi por me ter cativado devido à sua criatividade, e também pelo facto de “fugir” à normalidade, ou seja este é um aspeto positivo.

Outro ponto positivo é que esta habitação é também facilmente desmontável e transportável, como nos foi pedido que fosse pelo professor ainda no início do trabalho.

O que me intriga mais no projecto do meu colega é como uma habitação tão pequena possa ter as condições consideradas mínimas para se poder morar nela, e como isso de acordo com o professor, não precisava de ser referido, não tenho o direito de comentar.

Um dos pontos negativos do projecto, a meu ver, é o facto de algumas memórias descritivas do trabalho, que nos foram pedidas para fazer todas as semanas pelo professor, estão simples demais e até posso dizer, incompletas, como por exemplo o relatório número 4, que apenas tem uma imagem de algo que deverá ser uma das vistas da habitação, mas deveria ter uma legenda porque não se percebe qual o objectivo da tal imagem.

Resumindo: o projecto do meu colega está criativo e obedece aos tópicos postos pelo professor; apenas os relatórios deviam estar mais completos.

© José-António Moreira